sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

NOVA EDIÇÃO DE ROSA DOS VENTOS - TURISMO E HOSPITALIDADE

Confira nossa Rosa em nova edição:

Sumário

Editoria

Susana de Araujo Gastal

Artigos

Mayara da Costa Rodrigues Silva, Ricardo Lanzarini
Luiz Gonzaga Assumpção Carvalho, Sênia Regina Bastos, Maria Henriqueta S. Garcia Gimenes-Minasse
Celia M.Q. Ramos, João M.F. Rodrigues
Cristiane Berselli, Edar da Silva Anãnã
Daniela Tineo Tineo, Edegar Luis Tomazzoni
Maria Helena Cavalcanti da Silva Belchior, Ana Julia de Souza Melo, Gloria Maria Widmer, Elidomar da Silva Alcoforado, Elissélia Keila Ramos Leão Paes
Hugo Rodrigues Araujo, Maria Luísa Rodrigues, Heros Santos Lobo
Gonçalo Nuno Ramos Maia Marques, José Maia Marques
Joab Jorge Leite de Matos Júnior
Maicon Gularte Moreira, Dalila Rosa Hallal

domingo, 25 de dezembro de 2016

Boas-vindas a 2017!



Prontos para 2017!

A Equipe de Professores do Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade da Universidade de Caxias do Sul deseja a todos um 2017 pleno em boas conquistas e avanços pessoais e acadêmicos.
Grande abraço!

Feliz Natal!


terça-feira, 29 de novembro de 2016

PPGTURH-UCS EM VISITA AO MATO SARTORI



Mestrandos e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade estiveram  em visita técnica ao Mato Sartori, reserva florestal em Caxias do Sul. A visita aconteceu no último dia 25 de novembro, sob orientação da Profa. Dra. Suzana Maria De Conto.


ACADEMIA ESTUDA O FENÔMENO POKEMON GO


Pesquisadores do PPGTURH participam da edição temática de Revista Hospitalidade (V.13), sobre o fenômeno Pokémon Go. A doutoranda Iraci Cristina da Silveira De Carli assina junto com a Profª Susana Gastal e com o acadêmico Micael Nozari Gomes, o artigo intitulado “Pokémon Go, Realidade Aumentada e Georeferenciamento: A gamificação nas suas possibilidades para o Turismo”.

Segundo os autores, o Pokémon, sucesso no cinema, toma outras proporções no jogo, ao fazer do jogador um partícipe e personagem principal. O Pokémon Go tem como objetivo capturar criaturas virtuais em locais da realidade concreta, espalhadas em pontos estratégicos das cidades.
O artigo propõe uma análise do Pokémon Go, destacando os princípios da Realidade Aumentada, Georeferenciamento, Jogos e Gamificação, assim como possíveis diálogos com o turismo. Trata-se de uma pesquisa de viés qualitativo e exploratório, baseada em revisão bibliográfica considerando os termos Realidade Aumentada, Georreferenciamento, Jogos e Gamificação.
Os resultados parecem indicar, ao buscar-se resgatar outros jogos, agora direcionados ao turismo, uma presença ainda tímida, em que pese a importância e possibilidades dos Jogos Digitais e da Realidade Aumentada para divulgação de produtos e na ampliação e qualificação da experiência turística.

Texto completo em